Estratégias para o Desenvolvimento da Agricultura Familiar: uma Agenda de Pesquisa

Autores

  • José Francisco dos Reis Neto Universidade Anhanguera Uniderp, Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu Agronegócio Sustentável. MS, Brasil
  • Alessandro Marco Rosini Universidade Anhanguera Uniderp, Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu Agronegócio Sustentável. MS, Brasil
  • Alexandre Pozzatti Guarienti Universidade Anhanguera Uniderp, Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu Agronegócio Sustentável. MS, Brasil
  • Renata Costa da Silveira Santos Universidade Anhanguera Uniderp, Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu Agronegócio Sustentável. MS, Brasil
  • Rodrigo Fonseca Batista Universidade Anhanguera Uniderp, Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu Agronegócio Sustentável. MS, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.17921/1415-6938.2023v27n4p430-440

Resumo

Este artigo analisou a relação entre a agricultura familiar e três conceitos de gestão estratégica: ESG, SWOT e VBR. Por meio de uma revisar integrativa da literatura, identificamos que a ESG pode ser benéfica para a agricultura familiar, mas enfrenta desafios, como falta de recursos financeiros e tecnológicos. A SWOT mostrou que, em relação aos ambientes interno, a produção de alimentos saudáveis e a diversidade de culturas são pontos fortes, mas a falta de infraestrutura e baixa produtividade são pontos fracos. Quanto ao ambiente externo, as oportunidades estão relacionadas à demanda por alimentos sustentáveis, mas a concorrência frente grandes produtores e instabilidade do mercado são ameaças. A VBR destacou a importância dos recursos naturais, humanos e sociais, bem como as habilidades de gestão e inovação para a competitividade da agricultura familiar. No entanto, limitações como falta de recursos financeiros e tecnológicos e falta de capacitação prejudicam o potencial competitivo. Essas conclusões têm implicações teóricas e práticas, destacando a importância dos conceitos de gestão estratégica para a sustentabilidade e competitividade da agricultura familiar. Para fortalecer a competitividade da agricultura familiar, é necessário implementar políticas públicas que apoiem a adoção de práticas sustentáveis e fortaleçam a competitividade da agricultura familiar.

Palavras-chave: Competitividade. Desenvolvimento Sustentável. Gestão Estratégica. Premissas Socioambientais. Recursos Organizacionais.

Abstract
This article analyzed the relationship between family farming and three strategic management concepts: ESG, SWOT, and VBR. Through an integrative literature review, we identified that ESG can benefit family farming, but faces challenges, such as a lack of financial and technological resources. SWOT showed that, about internal environments, the production of healthy food and crop diversity are strengths, but the lack of infrastructure and low productivity are weaknesses. As for the external environment, opportunities are related to the demand for sustainable food, but competition from large producers and market instability are threats. VBR highlighted the importance of natural, human, and social resources, as well as management and innovation skills for the competitiveness of family farming. However, limitations such as lack of financial and technological resources and lack of training harm competitive potential. These conclusions have theoretical and practical implications, highlighting the importance of strategic management concepts for the sustainability and competitiveness of family farming. To strengthen the competitiveness of family farming, it is necessary to implement public policies that support adopting sustainable practices and strengthen the competitiveness of family farming.

Keywords: Competitiveness. Sustainable Development. Strategic Management. Socio-Environmental Premises. Organizational Resources.

Biografia do Autor

José Francisco dos Reis Neto, Universidade Anhanguera Uniderp, Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu Agronegócio Sustentável. MS, Brasil

Núcleo de Estudos e Pesquisas Economicas e Sociais. Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional

Alessandro Marco Rosini, Universidade Anhanguera Uniderp, Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu Agronegócio Sustentável. MS, Brasil

Professor do Mestrado em Agronegócio Sustentável

Alexandre Pozzatti Guarienti, Universidade Anhanguera Uniderp, Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu Agronegócio Sustentável. MS, Brasil

Mestrando da Universidade Anhanguera Uniderp

Renata Costa da Silveira Santos, Universidade Anhanguera Uniderp, Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu Agronegócio Sustentável. MS, Brasil

Mestranda da Universidade Anhanguera Uniderp

Rodrigo Fonseca Batista, Universidade Anhanguera Uniderp, Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu Agronegócio Sustentável. MS, Brasil

Mestrando na Universidade Anhanguera Uniderp

Downloads

Publicado

2023-12-19

Como Citar

REIS NETO, José Francisco dos; ROSINI, Alessandro Marco; GUARIENTI, Alexandre Pozzatti; SANTOS, Renata Costa da Silveira; BATISTA, Rodrigo Fonseca. Estratégias para o Desenvolvimento da Agricultura Familiar: uma Agenda de Pesquisa. Ensaios e Ciência C Biológicas Agrárias e da Saúde, [S. l.], v. 27, n. 4, p. 430–440, 2023. DOI: 10.17921/1415-6938.2023v27n4p430-440. Disponível em: https://ensaioseciencia.pgsscogna.com.br/ensaioeciencia/article/view/10842. Acesso em: 16 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos