Pesquisa de Hemoparasitos em Felinos Domésticos, Provenientes de Organizações Não Governamentais, no Estado do Espírito Santo, Brasil

Autores

  • Tessy Yoshana Okuma de Oliveira Universidade Vila Velha, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Animal. ES, Brasil
  • Emy Hiura Universidade Vila Velha, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Animal. ES, Brasil
  • Gabriel Augusto Marques Rossi Universidade Vila Velha, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Animal. ES, Brasil
  • Filippe Elias de Freitas Soares Universidade Federal de Lavras. MG. Brasil.
  • Pedro Henrique Dutra dos Santos Universidade Vila Velha
  • Fabio Ribeiro Braga Universidade Vila Velha, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Animal. ES, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.17921/1415-6938.2023v27n4p454-458

Resumo

Os hemoparasitos são importantes agentes de doenças em felinos domésticos. Contudo, não existem relatos da ocorrência de Babesia spp. em felinos no Estado do Espírito Santo, Brasil. Dessa forma, o objetivo do presente trabalho foi realizar o levantamento da ocorrência dos principais hemoparasitos que ocorrem nas cidades de Serra, Vitória e Vila Velha que compõem a região metropolitana da capital Vitória-ES. O presente trabalho foi realizado com prévio consentimento em três organizações não governamentais (ONG´s) de proteção a animais que possuíam felinos domésticos. Nestes locais, 40 amostras de sangue de felinos foram coletadas e posteriormente seguiram para análise através das metodologias de esfregaço sanguíneo, capa leucocitária, coloração utilizando Kit de coloração rápida, análise hematológica e pesquisa de hemoparasitos. Foi observado que dos 40 felinos, 16 apresentaram estruturas sugestivas de Mycoplasma spp. (81,25%), Anaplasma spp. (12,5%) e Babesia spp. (6,25%). A amostra positiva para Babesia spp., foi analisada por PCR quantitativo em Tempo Real (qPCR) e considerada negativa por essa metodologia. Os resultados encontrados no presente trabalho, comprovam a ocorrência de Mycoplasma spp., e Anaplasma spp., importantes hemoparasitos presentes em felinos na região metropolitana de Vitória-ES. Além disso, apesar do resultado negativo no qPCR para Babesia spp., não se pode descartar a sua ocorrência no ES, contudo, o maior número de animais avaliados em futuras pesquisas pode vir a comprovar a presença deste hemoparasito.

Palavras-chave: Anaplasma spp. Artrópodes. Babesia spp. Mycoplasma spp. Piroplasma.

Abstract
Hemoparasites are important disease agents in domestic cats. However, there are no reports on the occurrence of Babesia spp. in cats in the state of Espírito Santo, Brazil. Thus, the objective of the present work was to survey the occurrence of the main hemoparasites that occur in the cities of Serra, Vitória and Vila Velha, which compose the metropolitan region of the capital city of Vitória-ES. The present work was carried out with prior consent in three non-governmental organizations (NGOs) of protection animals that had domestic felines. At these places, 40 feline blood samples were collected and later sent for analysis through the methodologies of blood smear, buffy coat, staining using a rapid staining kit, hematological analysis and research of hemoparasites. It was observed that of the 40 cats, 16 presented structures suggestive of Mycoplasma spp. (81.25%), Anaplasma spp. (12.5%) and Babesia spp. (6.25%). The sample positive for Babesia spp. was analyzed by Real Time Quantitative PCR (qPCR) and considered negative by this methodology. The results found in the present study confirm the occurrence of Mycoplasma spp. and Anaplasma spp., important hemoparasites present in cats in the metropolitan region of Vitória-ES. In addition, despite the negative qPCR result for Babesia spp., its occurrence in ES cannot be ruled out; however, a larger number of animals evaluated in future studies may prove the presence of this hemoparasite.

Keywords: Anaplasma spp. Arthropods. Babesia spp. Mycoplasma spp. Pyroplasma.

Biografia do Autor

Emy Hiura, Universidade Vila Velha, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Animal. ES, Brasil

Graduada no curso de Medicina Veterinária pela Universidade Vila Velha (ES) em 2013. No início deste mesmo ano, foi contratada como Médica Veterinária Responsável no Laboratório de Patologia Clínica e Parasitologia do Hospital Veterinário Prof. Ricardo Alexandre Hippler da Universidade Vila Velha. Em 2015, se tornou Mestre em Ciência Animal da Universidade Vila Velha, o título da sua dissertação foi "Avaliação da infectividade de ovos de Toxocara canis após a ação de fungos nematófagos. Terminou o curso de pós graduação/ especialização Lato-Sensu em Laboratório de Patologia Clínica veterinária- hematologia (2015 -2017). Atualmente, é a docente da disciplina de Laboratório de Clínico Veterinário (Medicina veterinária desde 2016), Hematologia clínica (Farmácia/Biomedicina desde 2022) e Médica veterinária responsável (desde 2013) pelo Laboratório Clinico Veterinário da Universidade Vila Velha.

Gabriel Augusto Marques Rossi, Universidade Vila Velha, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Animal. ES, Brasil

Graduado em Medicina Veterinária pela Faculdade de Ciência Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal (UNESP/Jaboticabal). Mestre e Doutor em Medicina Veterinária (área Medicina Veterinária Preventiva; Higiene e Inspeção Sanitária de Alimentos) pela mesma instituição. Foi Pesquisador Visitante na University of Bath na Inglaterra durante o doutorado. Atuou como Professor Substituto na FCAV/UNESP-Jaboticabal e Professor no Centro Universitário Central Paulista (UNICEP). Atualmente é Professor Titular na Universidade de Vila Velha (UVV), lecionando as disciplinas de Higiene e Inspeção de Produtos de Origem Animal, Processamento de Carnes e Derivados, Processamento de Leite e Derivados, Epidemiologia Veterinária e Saneamento Ambiental, e Microbiologia Geral. Também é docente do programa de pós-graduação em Ciência Animal, atuando na linha de pesquisa de Higiene e Inspeção de Produtos de Origem Animal.

Filippe Elias de Freitas Soares, Universidade Federal de Lavras. MG. Brasil.

Bacharel em Bioquímica pela Universidade Federal de Viçosa, Mestre e Doutor em Bioquímica Agrícola pela Universidade Federal de Viçosa. Tem experiência na produção, purificação e caracterização de enzimas. Realizou pós-doutoramento desenvolvendo pesquisas sobre fungos nematófagos, particularmente sobre basidiomicetos. Trabalha também com plantas produtoras de látex com atividade nematicida. É colaborador e orientador no Programa de Pós-Graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública da Universidade Federal de Goiás. Atualmente é professor adjunto na Universidade Federal de Lavras e orientador nos Programas de Pós-Graduação em Agroquímica e em Biotecnologia Vegetal da UFLA. Coordena o Laboratório de Bioquímica no Departamento de Química da UFLA. Criador e professor orientador do Núcleo de Estudos em Enzimologia

Fabio Ribeiro Braga, Universidade Vila Velha, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Animal. ES, Brasil

Dr. Fabio Ribeiro Braga MV, MSc e DSc/PhD concluiu a graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Vila Velha (UVV) em 2002, com nota (A) no Boletim de Desempenho do Graduando/Provão-MEC. Em 2012 foi agraciado com a Menção Honrosa (Prêmio CAPES TESES) na área de Medicina Veterinária (https://www.capes.gov.br/premiocapesdetese/edicoes-anteriores/126-mencoes-honrosas/7863-mencoes-honrosas-em-2012). É Especialista em Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais pela Universidade Vila Velha (UVV) obtendo a sua titulação em 2006. É Mestre em Medicina Veterinária (Parasitologia) pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) com titulação em 2008 e Doutor em Medicina Veterinária (Parasitologia) com defesa em 2011 pela Universidade Federal de Viçosa-MG. Realizou Pos doutoramento de 2011 a 2014 em aplicações Biotecnológicas de fungos nematófagos. O referido Dr. Fábio Braga foi membro das comissões científicas do Simpósio de Pesquisa em Medicina Veterinária da UFV até 2010, na área de Doenças, epidemiologia e controle de qualidade de produtos de origem animal, do Simpósio de Pesquisa em Medicina Veterinária da UFV (2012). Atuou como representante do Corpo Discente da Comissão de Pós-Graduação (2008-II/2009-II) em Medicina Veterinária da UFV. Em (2006/2008-I) foi representante suplente do Corpo Discente da Comissão de Pós-Graduação em Medicina Veterinária da UFV. Foi Professor Voluntário da Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais. Atualmente é professor Titular III da Universidade Vila Velha (UVV) onde ministra aulas para graduação em Medicina Veterinária e Pós-graduação (Programas de Mestrado em Ciência Animal e Ciências Farmacêuticas). Foi bolsista em Produtividade 2 do CNPq de 2014 a 2017/1. Tem experiência na área de Medicina Veterinária Preventiva e Saude Unica, Parasitologia Geral e Veterinária (ecto e endoparasitos), Doenças Parasitárias dos animais domésticos, zoonoses; Controle biológico com fungos nematófagos dos gêneros Duddingtonia, Monacrosporium, Arthrobotrys, Pochonia e Paecilomyces no controle das helmintoses gastrintestinais e artrópodes de importância médica; otimização, produção, caracterização, purificação de enzimas derivadas de fungos nematófagos (Proteases e Quitinases). Produção, caraterização emprego de nanoparticulas de fungos nematófagos e Controle de carrapatos ixodídeos com fungos nematófagos predadores e ovicidas. É coordenador do Programa de Pós Graduação em Ciência Animal da Universidade Vila Velha desde 2014.

Downloads

Publicado

2023-12-19

Como Citar

OLIVEIRA, Tessy Yoshana Okuma de; HIURA, Emy; ROSSI, Gabriel Augusto Marques; SOARES, Filippe Elias de Freitas; HENRIQUE DUTRA DOS SANTOS, Pedro; BRAGA, Fabio Ribeiro. Pesquisa de Hemoparasitos em Felinos Domésticos, Provenientes de Organizações Não Governamentais, no Estado do Espírito Santo, Brasil. Ensaios e Ciência C Biológicas Agrárias e da Saúde, [S. l.], v. 27, n. 4, p. 454–458, 2023. DOI: 10.17921/1415-6938.2023v27n4p454-458. Disponível em: https://ensaioseciencia.pgsscogna.com.br/ensaioeciencia/article/view/10706. Acesso em: 16 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos